Ação integrada do Estado nos balneários garante sustentabilidade, segurança, turismo e lazer

22

Coleta de embalagens plásticas na Praia do Atalaia fez parte da educação ambiental promovida pelo Governo do Pará

A programação “Praia Limpa, Praia Linda” promoveu coleta seletiva de resíduos e outras ações educativas no feriado prolongado

O último dia da ação “Praia Limpa, Praia Linda”, nas praias do Atalaia, em Salinópolis, e Chapéu Virado e Farol, no distrito de Mosqueiro, em Belém, contou com a participação dos frequentadores.  A campanha é uma parceria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). A programação teve o apoio das cooperativas de reciclagem dos municípios, do Instituto Alachaster e das prefeituras de Belém e Salinópolis.

A ação dos órgãos estaduais promoveu uma abordagem de sensibilização com visitantes das praias. Foram realizadas partidas de vôlei, futvôlei, futebol de travinha e aulas de fit dance. Um depósito coletor em formato de peixe foi destinado à coleta de material plástico.

Turismo – O secretário de Turismo, André Dias, ressaltou o trabalho e a preocupação do Governo do Pará em preservar os pontos turísticos, como os principais balneários. “Nosso objetivo é alertar banhistas, turistas e os comerciantes que atuam nas praias para a importância da destinação correta do material resultante do nosso consumo, especialmente nas praias onde a destinação incorreta acaba afetando o meio ambiente. A gente precisa mudar nossa atitude, e o governo do Estado está muito preocupado com isso. Propôs essa ação com todos esses parceiros pra que a gente possa ter um ambiente mais limpo, preservando o planeta para as gerações futuras, e que os nossos destinos turísticos possam ser manter competitivos”, ressaltou.

Esporte e Lazer – No último dia da programação, a Seel promoveu a prática de atividade física para banhistas e turistas. Um grupo com 11 membros da Igreja Adventista, que atua em ações úteis para a comunidade, marcou presença na Praia do Atalaia.

Na programação da Seel foram atendidos mais de 100 pessoas nos quatro dias do “Praia Limpa, Praia Linda”. Para o secretário adjunto da Seel, Vítor Borges, o objetivo foi alcançado. “Com a integração das secretarias conseguimos estimular a prática esportiva, promover a sustentabilidade e intensificar o turismo. Muito feliz com a parceria em prol do bem-estar da população”, frisou Vítor Borges.

Segurança – O coordenador Operacional da Segup, tenente-coronel Ângelo Corrêa, destacou o papel da segurança pública na ação, ao proporcionar, por meio do Corpo de Bombeiros Militar, o espaço adequado para os profissionais terem um ponto de apoio durante as atividades. “A Segup deflagrou uma operação em três vertentes: proteção das pessoas que frequentam os balneários; proteção nas áreas dos cemitérios naRegião Metropolitana de Belém, e apoio às ações de educação ambiental, junto com Semas, Setur e Seel. Ao todo, mais de 1.300 servidores estão envolvidos nessa operação, sendo mais de 800 servidores só na área de balneários contemplados. Por exemplo, em Salinas houve a Operação Lei Seca, Operação Silêncio, que combate a poluição sonora, e outras ações, como a de educação ambiental”, explicou.

Sustentabilidade – O evento contou com atividades de educação ambiental e coleta de materiais recicláveis, como vidros, garrafas PET, papel e metal, entregues por banhistas, moradores e demais frequentadores das praias de Salinas e da Ilha de Mosqueiro. De acordo com o balanço divulgado pela Semas, foram arrecadadas em Salinópolis 1,6 tonelada de vidros; 96 quilos de latas de alumínio e 22.500 unidades de garrafas PET, que foram entregues para cooperativas de reciclagem do município.A ação também retirou do meio ambiente mais de 1,5 tonelada de embalagens de vidroFoto: Divulgação

“É bom porque mantém a praia limpa”, afirmou Edinaldo Carvalho, um banhista que aproveitou a ação para trocar resíduos plásticos. “Esse tipo de ação é muito positiva pra conscientizar as pessoas da importância de preservar a natureza. Essa campanha é sempre importante para relembrar à população de que se deve manter o meio ambiente sempre limpo”, completou Edinaldo. 

“Um aspecto importante deste tipo de ação é a conscientização a respeito da preservação da natureza, dos recursos hídricos. É por isso que a gente traz esse coletor metálico em forma de peixe, que é para que as pessoas tenham noção da quantidade de resíduo que é gerada na praia, e que se ele não tiver um descarte adequado pode contaminar os rios e prejudicar a natureza”, disse Edira Vidal, gerente de Educação Ambiental da Semas.

Coleta seletiva – A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade também participou da 54ª Feira Agropecuária em Paragominas, no Sudeste do Pará. O objetivo foi conscientizar os participantes por meio da coleta seletiva e sensibilizar quanto ao material descartado no evento. Foram arrecadados quase 83 quilos de garrafas PET.

“A gente ficou com o eco ponto lá, sensibilizando os participantes da feira agropecuária na questão ambiental. Foi a primeira Agropec com coleta seletiva de lixo. Todos os quiosques de alimentação e estandes da feira estavam alinhados à cooperativa para fazer a separação dos resíduos. Os resíduos orgânicos vão ser descartados numa fazenda que trabalha com compostagem. Já as garrafas PET, latas de alumínio e papéis serão destinados à cooperativa para geração de renda”, disse Jéssica Brilhante, servidora da Semas.

Com a colaboração de Bianca Rodrigues – Ascom/Seel, e Aline Saavedra – Ascom/Segup

Por Bruna Brabo (SEMAS)

 

RESPONDER COMENTÁRIO