Michel Pereira faz valer apelido de ‘Paraense Voador’ e dá show em estreia no UFC

594
Michel Pereira faz valer apelido de 'Paranaense Voador' e dá show em estreia no UFC

Brasileiro não toma conhecimento de Danny Roberts e derrota norte-americano em uma apresentação de gala no UFC Rochester…

Nem nos melhores sonhos Michel Pereira poderia imaginar uma estreia tão perfeita no UFC. O brasileiro precisou de menos de dois minutos para apresentar seu cartão de visita ao público e derrotar seu adversário por nocaute no card preliminar do UFC Rochester, neste sábado (18), em Nova York (EUA). Após a bela vitória, Pereira certamente já será visto com outros olhos pelos diretores da organização.

Durante toda a semana, a expectativa pela estreia de Michel Pereira no Ultimate tomou conta de muitos fãs do MMA. Conhecido pelo estilo arrojado em suas performances, algumas pessoas chegaram a pensar que a estreia poderia inibir o atleta e não permitir que sua estratégia fosse colocada em prática.

O ‘Paraense Voador’ se emocionou muito durante todo o trajeto até o octógono. Porém, após o árbitro anunciar o início do combate, o lutador esqueceu a emoção e promoveu um verdadeiro pesadelo na vida do adversário de 31 anos.

Com poucos segundos, o brasileiro mostrou que não é um lutador comum. Com movimentos plásticos e inesperados, a plateia se agitou a cada golpe aplicado por Pereira. Ao fim, após a evidente superioridade, o norte-americano sucumbiu ao talento de Michel.

Após a vitória, Pereira , de apenas 25 anos, inteirou seu 23º triunfo em 32 combates. O atleta, então, deu o pontapé inicial para a construção de sua carreira entre os meio-médios (até 77kg.) do Ultimate.

A luta

O combate começou com o brasileiro, logos nos primeiros segundos, partindo para cima e acertando um bom golpe logo no primeiro contato. Danny acusou o soco e começou a andar para trás. Michel se mostrava à vontade no duelo e, como de costume, se movimentou bastante tentando confundir o rival. Aos três minutos, Michel atingiu um chute certeiro no estômago do adversário e, sempre superior, o ‘Paraense Voador’ atingiu o oponente com uma joelhada voadora seguida de um direto, que levou Roberts a nocaute.

Ed Herman vence Patrick Cummins por nocaute e faz pedido inusitado

E. Herman consegue boa vitória sobre Patrick Cummins no UFC Rochester. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

Vindos de derrotas, Patrick Cummins e Ed Herman necessitavam vencer para poderem respirar na organização. Sem medo do nocaute, os atletas trocaram golpes perigosos durante todo o primeiro round até que, no final da etapa, Patrick foi surpreendido por uma joelhada e foi a nocaute.

A luta entre os meio-pesados (até 93kg.) começou de forma muito tensa. Os dois atletas confiaram nos punhos e aceitaram lutar de pé. Após bons golpes dos dois lados, na metade doa etapa o rosto de Cummins já se apresentava ferido. Restando pouco mais de um minuto, no entanto, Herman conquistou uma ótima joelhada após um clinch. O golpe foi acusado por Cummins, que cambaleou até ir ao chão. Restou, portanto, ao compatriota, o papel de golpear o adversário no chão até que o árbitro interrompesse o embate.

Após a vitória, o norte-americano, que venceu após uma sequência negativa de três derrotas, fez um pedido inusitado. O atleta solicitou que fosse adicionado ao jogo eletrônico do UFC.

“Hey, eu estou neste negócio há 13 anos. Eu só quero que me coloquem no jogo. Não estou pedindo muito. Me coloquem no jogo”, solicitou o atleta.

Com golpe certeiro, Zak Cummings derruba Trevin Giles e finaliza no fim

Z. Cummings finaliza T. Giles no UFC Rochester. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

Zak Cummings e Trevin Giles foram protagonistas de um combate extremamente equilibrado em Nova York. Os atletas mostraram muito respeito um pelo outro e, após quase três rounds completos, Giles, que parecia mais à vontade no fim, foi surpreendido por um golpe certeiro e posteriormente foi finalizado.

Os atletas começaram a luta buscando encontrar a distância e evitando o contato. Cummings, no entanto, tomou a iniciativa e tentou duas vezes seguidas um cruzado de esquerda, que foram esquivados por Giles. Após golpes sem sucesso, Zak conseguiu um bom chute na região do abdômen do oponente, que não acusou o golpe. Apesar de se mostrar mais agressivo, Cummings começou a se mostrar vítima fácil aos socos do adversário e, ao fim da primeira etapa, já apresentava um sangramento no olho direito.

No segundo round, Trevin iniciou tomando a estratégia e tentando atingir o ferimento que o oponente apresentava no rosto. Mais atlético, Giles se movimentava bastante buscando cansar seu adversário, que já atacava menos em comparação ao assalto inicial.  Próximo aos dois minutos finais, Zak acusou um golpe baixo e o duelo foi temporariamente interrompido. De volta à batalha, a luta permaneceu equilibrada com os atletas golpeando e tentando, também, o contra-ataque contra as investidas. No fim, os atletas foram para o clinch na grade, mas não havia mais tempo.

O embate seria resolvido no último assalto. Os atletas, então, deveriam ir para o tudo ou nada. Em um momento, Cummings acertou um belo chute no tórax do adversário, que balançou. Zak, então, tentou uma queda, porém Giles conseguiu absorver o golpe e evitar ir ao chão. Aos dois minutos do fim, a luta começou a ficar franca. Giles começou a provocar o oponente no centro do octógono para buscar um golpe certeiro. O feitiço, porém, saiu contra o feiticeiro. Em uma distração, Trevis acabou surpreendido por um soco certeiro de Zak, e desabou. O oponente, então, aproveitou o momento e conseguiu uma finalização contra o compatriota.

Em luta eletrizante, Aspen Ladd volta a vencer Sijara Eubanks e permanece invicta no MMA

A. Ladd (esq.) vence luta contra S. Eubanks. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

A norte-americana Aspen Ladd voltou a derrotar a compatriota Sijara Eubanks em um grande duelo ocorrido no UFC Rochester. Como no primeiro embate, ocorrido em 2017, a luta também foi decidida por pontos. Esta foi a oitava vitória seguida de Aspen, que cada vez se torna um nome de mais perigo na categoria das galos (até 61,2kg.).

As atletas começaram o combate trocando socos no centro do octógono. Sijara, que parece ter percebido a desvantagem em pé, levou, logo no início, Ladd para o chão. Mostrando a serenidade de sempre, Aspen conseguiu contornar a situação e reverter o jogo da adversária no Jiu-jitsu. O round se encaminhava para uma vitória de Ladd, porém, faltando alguns segundos para o fim, Sijara conseguiu conectar bons golpes no rosto da adversária, equilibrando a pontuação.

No segundo assalto, Aspen Ladd colocou em jogo uma estratégia diferente. Tomando a iniciativa na luta, a norte-americana conectou bons golpes em Eubanks e, em seguida, conseguiu colocar a luta no chão. Em nova situação, a atleta golpeou a adversária no rosto buscando uma finalização. Sijara, no entanto, mostrou muita força de vontade ao escapar de duas tentativas de mata-leão.

No último round, mais desgastadas, as atletas permaneceram tentando alguns golpes. Muito equilibradas no combate, um empate poderia ser cogitado como resultado. Ao tempo em que uma atacava, a adversária respondia. No fim, o público vibrou, quando as lutadoras entraram em trocação franca buscando o nocaute, porém, o tempo foi encerrado.

Resultados do UFC Rochester

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Rafael dos Anjos x Kevin Lee

Peso médio: Antônio Cara de Sapato x Ian Heinisch

Peso pena: Megan Anderson x Felicia Spencer

Peso meio-médio: Vicente Luque x Derrick Krantz

Peso leve: Charles do Bronx derrotou Nik Lentz por nocaute técnico a 2m11 do R2

Peso leve: Davi Ramos derrotou Austin Hubbard na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Aspen Ladd derrotou Sijara Eubanks por decisão unânime dos juízes  (30-26, 29-27, 29-28)

Peso leve: Desmond Green derrotou Charles Jourdain por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso meio-médio: Michel Pereira derrotou Danny Roberts por nocaute a 1m47s do R1

Peso pena: Grant Dawson finalizou Mike Trizano com um mata-leão a 2m27s do R2

Peso meio-pesado: Ed Herman derrotou Patrick Cummins por nocaute técnico a 3m39s do R1

Peso médio: Zak Cummings derrotou Trevin Giles por finalização aos 4m01s do R3

Peso pena: Julio Arce derrotou Julian Erosa por nocaute a 1m49s do R3

Fonte:superlutas.com

RESPONDER COMENTÁRIO