Governador anuncia aeroporto para o município de Salinópolis

750
Governador anuncia aeroporto para o município de Salinópolis
Helder Barbalho cumpriu agenda no município, onde também reinaugurou escola e prometeu obras importantes para a população (Foto: Marco Santos/Agência Pará)

O governador Helder Barbalho assinou, junto com o secretário de Estado de Transportes, Pádua Andrade, uma ordem de serviço para o início imediato das obras de ampliação e restauração do aeródromo de Salinópolis, na manhã do último sábado (16), um investimento de R$ 12 milhões do tesouro estadual.

Com a obra, prevista para 12 meses, o aeródromo passará a ser, na verdade, um pequeno aeroporto, com pista de dois quilômetros de extensão, capaz de receber aeronaves com até 70 passageiros. “Queremos, com isso, consolidar a vocação econômica natural de Salinas, que é o turismo, e colocar a cidade na malha aeroviária nacional, para que muitos turistas possam ter acesso a essas belezas extraordinárias”, destacou.


(Foto: Marco Santos/Agência Pará)

ESCOLA

Prestes a completar 40 anos de fundação, a Escola Estadual de Ensino Médio Dr. Miguel de Santa Brígida, em Salinópolis, nordeste paraense, também foi reinaugurada por Helder Barbalho, durante a manhã, após reforma geral, fruto de um convênio entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal. Os investimentos foram de cerca de R$ 3 milhões e a obra, que teve duração de oito meses, vai beneficiar 1.145 alunos do Ensino Médio regular e do projeto Mundiar.

O governador falou sobre a importância de devolver a escola Dr. Miguel de Santa Brígida reformada. Ele fez questão de cumprimentar o professor aposentado Sergiomar Monteiro, de 74 anos, que foi aluno da primeira turma de Ensino Médio do colégio, entre 1978 e 1981. “Que o seu exemplo e dedicação sirva para as novas gerações que agora vão poder usufruir dessa escola totalmente reformada e equipada”, concluiu.

A Escola conta, ao todo, com 13 salas de aula; laboratório de informática; miniauditório; depósito de merenda; almoxarifado e bloco administrativo, tudo a partir de agora, devidamente reformado e equipado para receber os alunos para o ano letivo de 2019.

A diretora da instituição, Elenise Araújo, contou que, antes da reforma, a situação da escola era precária: havia problemas elétricos e hidráulicos em toda a estrutura do colégio. A quadra de esportes, sem cobertura, por exemplo, estava interditada pelo Corpo de Bombeiros, desde 2011. “Além disso, ainda sofríamos com a insegurança, pois a Escola chegou a sofrer assaltos e depredações por meliantes, que se aproveitavam da nossa vulnerabilidade”, lembrou. Uma das melhorias que a reforma trouxe foi a instalação de alarmes e de um sistema eletrônico de segurança.

A cerimônia de reinauguração da escola contou com a presença do governador Helder Barbalho; secretários de Estado; deputados federais e estaduais; vereadores e secretários municipais, além de lideranças políticas e comunitárias de cidades vizinhas.

Depois de descerrar a placa que marcou a entrega da obra, o chefe do Executivo Estadual fez questão de conhecer os novos ambientes do prédio. Em seguida, foi recepcionado na quadra poliesportiva por centenas de pessoas. O prefeito da cidade, Paulo Henrique Gomes, disse que o município está pronto para estabelecer novas parcerias com o Governo do Estado para a execução de obras.


(Foto: Marco Santos/Agência Pará)

Governo se compromete com abastecimento no Atalaia

Helder Barbalho ainda anunciou à população salinense que vai retomar as obras do sistema de abastecimento de água e esgoto do Atalaia, que estão paradas; que vai concluir a duplicação da estrada que dá acesso a essa praia, antes do período do veraneio; e que vai ajudar a prefeitura local com o projeto do Pedalinho, para o qual liberou recursos quando ainda era Ministro da Integração. “Se os valores disponíveis não forem suficientes, o Governo do Estado vai assumir o que faltar, para que essa obra que também vai fomentar o turismo, seja executada”, assegurou.

VISITA

Após a solenidade, o governador visitou a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Professora Aracy Alves, considerada como a escola-sede do município, que está em reforma desde maio do ano passado. A obra, que já deveria ter sido concluída, é fruto do convênio celebrado entre o Governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e tem custo de pouco mais de R$ 3 milhões.

Por conta do atraso na execução, não vai ser possível aos mais de 950 alunos do colégio começarem o ano letivo de 2019 já na nova escola. O governador determinou, então, que seja encontrada uma solução imediata por parte da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para o problema, seja o aluguel de prédio para abrigar os alunos de maneira temporária ou mesmo a cessão de salas do município, o que deve ser definido já nos próximos dias. (Com informações da Agência Pará)

(Diário do Pará)

RESPONDER COMENTÁRIO