‘Mamãe caloura’ de Salinas inspira e faz sucesso nas redes sociais

849
'Mamãe caloura' de Salinas inspira e faz sucesso nas redes sociais
Regina Silva ficou 20 anos sem estudar, mas voltou com tudo e agora quer concretizar o sonho de abrir o próprio restaurante (Foto: Reprodução/Facebook)

Aquela antiga frase “nunca é tarde para realizar seus sonhos” nunca foi tão verdadeira. Diante os problemas e os imprevistos da vida, é normal que cada um reconheça suas próprias limitações e decida quando é hora de desistir.

Mas essa palavra não está no vocabulário de Regina Célia da Silva, moradora de Salinópolis, nordeste paraense. 20 anos depois de ter parado os estudos, ela decidiu voltar para ser uma das mais novas calouras 2018.

O relato feito pela filha, Emanuele, da comemoração e história da mãe viralizou nas redes sociais nesta semana.

FAMÍLIA

Grávida da primeira filha aos 21 anos, Regina sempre trabalhou. Nunca foi o tipo de ficar parada e conseguia sustentar a própria família, apesar das dificuldades.

Aos 47 anos, hoje seus três filhos estão “todos encaminhados” (como ela mesma diz), e decidiram apoiá-la para seguir no curso de Gastronomia, sua verdadeira paixão. Quando o assunto é comida, ela se orgulha ao dizer que é uma cozinheira de “mãos cheias”, resultado da criação da própria avó.

“Sou da terceira geração de uma família que prepara comidas típicas deliciosas e é através disso de onde eu tiro o meu sustento. Comecei com as vendas aos 19 anos, mas muito antes eu tinha interesse no ramo da culinária e minha avó era/é minha fonte de inspiração”, relembra.

(Foto: Reprodução/Instagram @reginacooking)

PERSISTÊNCIA

Regina tentou o Enem durante três anos seguidos. Em todos ela contava com a ajuda e o apoio dos filhos, sempre pedindo orientações nos estudos, que o fazia em casa. Ela alternava os horários entre o cuidado dos filhos e o trabalho. Apostou nos cursos de Nutrição (Ufpa) e Tecnologia de Alimentos (Uepa), mas não conseguiu a vaga.

E você acha que isso foi motivo para desistir? A comemoração aconteceu mesmo sem ela ouvir o nome no listão da Universidade Federal do Pará. “Mas vai cursar Gastronomia SIM. Numa faculdade particular que ela vai pagar trabalhando, como sempre fez”, comemorou a filha.

Depois de prestar provas para uma faculdade que oferecia o curso de Gastronomia (e conseguir aprovação com a nota do Enem), a caloura comemorou com tudo o que tinha direito: som de Pinduca e ovos estourados na cabeça, na manhã do dia 29 de janeiro.

(Foto: Reprodução/Instagram @reginacooking)

“Tentei por três anos seguidos e não passei. Mas quero concretizar meu sonho e, por esse motivo, decidi que vou cursar uma faculdade particular. Meus filhos me apoiaram na decisão e, graças ao meu trabalho, eu poderei cumprir essa missão. Estou mais madura e depois de 20 anos parada, é um orgulho chegar onde estou”.

NOVAS METAS

Para manter os estudos, Regina vai investir ainda mais em sua pequena venda de comidas típicas e outros quitutes, próximo à praia do Maçarico, em Salinas. Porque é lá que a magia acontece, com centenas de clientes vislumbrados diante os aromas e os sabores da verdadeira culinária feita com amor.

Obviamente não será um caminho fácil, principalmente para quem trabalha e estuda. A conquista tem seu preço e exige dedicação. Regina sabe disso e afirmou confiante: “Não vou desistir da minha decisão. Estou mais madura. Já disse para os meus filhos que a meta esse ano é a faculdade, porque é com ela que vou abrir meu tão sonhado restaurante”.

(DOL)

RESPONDER COMENTÁRIO