Mais de 20 são presos por violência contra a mulher no PA

163
Mais de 20 são presos por violência contra a mulher no PA

Operação policial efetuou 21 prisões.
Ação ocorreu em Belém e em dez cidades do interior.

Mais de 20 são presos por violência contra a mulher no PAA Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (3), na região metropolitana de Belém e interior do Estado, a operação “O Cravo e A Rosa”, para cumprir mandados de prisão preventiva de pessoas envolvidas em crimes ligados à violência doméstica contra a mulher. Ao todo, 21 prisões foram efetuadas. Destas, 17 foram presos em cumprimento de mandados de prisão e outros quatro em flagrante. A operação foi realizada por policiais civis que atuam nas Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs) com apoio das Superintendências Regionais.

A operação foi deflagrada, de forma simultânea, nas cidades da Região Metropolitana de Belém, e em mais de dez cidades do interior, como Paragominas, Barcarena, Castanhal, Marabá,Capanema, Bragança e Santarém, sob coordenação da delegada Nilma Lima, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), da Polícia Civil. A operação é uma alusão ao mês dedicado às mulheres e tem por objetivo cumprir mandados de prisão de indiciados por crimes relacionados à Lei Maria da Penha que trata da violência doméstica contra a mulher.

A cada mandado de prisão cumprido, os presos foram conduzidos para as sedes das DEAMs, de onde foram conduzidos para unidades do Sistema Penitenciário no Estado. Na 6ª Região Integrada de Segurança Pública (Caeté), foram cinco prisões por violência doméstica contra a mulher.

Das cinco prisões, foram quatro em flagrante e uma em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Foram presos Ilson Ricardo Correa de Souza, em Bragança; Francisco Xavier de Souza Martins em Capanema; Weverson Oliveira da Silva, em Nova Esperança do Piriá; Antonio Cristiano Silva Souza, em Ourém, e Claudecir Rosa da Rocha, em Salinópolis. No ano passado, duas operações “O Cravo a A Rosa” foram realizadas com um total de 50 prisões por crime de violência doméstica na capital e interior do Estado.

RESPONDER COMENTÁRIO