Texto lido na Missa do dia 1º de Abril de 2014 na Igreja Matriz em Salinópolis

585
Texto lido na Missa do dia 1º de Abril de 2014 na Igreja Matriz em Salinópolis

“Dedicado a André Nunes, meu pai … conhecido popularmente como Gaúcho” Andréia Labres

Controvérsias a parte, hoje é 1ª de Abril e há um ano atrás uma pessoa muito amada nos deixava…

1 - 1378670_10201073413712301_137565214_nA despedida foi repentina e sem volta, hoje ele está na companhia de Deus e vive em nossas lembranças com muito amor.

Essa dor que todos sentimos não é uma dor eterna… Deus é tão sábio e misericordioso que ele criou o tempo e o tempo serve para muitas coisas, inclusive para ir amenizando e diminuindo a dor… a dor vai aliviando, aliviando até uma hora ela permanecer apenas nas nossas lembranças, no pensamento.

Um dia a saudade deixa de ser dor e vira história para contar e guardar para sempre, algumas pessoas são assim eternas dentro da gente.

Tem dias que a saudade vem como uma boa lembrança e nos faz sorrir, outros dias sentimos falta dos abraços, das conversas, dos sorrisos, das broncas e daí o peito dói e fica apertado.
Saudade que nunca passa, nada substitui, nada acalma…

A saudade traz sorrisos, boas lembranças, mas também enche os olhos de lágrimas.
Você faz muita falta em nossas vidas e nossos dias não são os mesmos sem você.

Mas …. Fortalecidos pelo Espirito Santo, seguiremos nossa jornada, conscientes de que Jesus prossegue a nos guiar e a nos mostrar que a morte significa chegar ao fim e descobrir que o fim, em verdade, é apenas um novo recomeço.

André, mais conhecido como Gaúcho, muito popular, um comerciante nato, um bom esposo, pai e um lindo amigo, pessoa cheia de bondade e de uma inesgotável doçura sempre presente que hoje vive em nossos corações.

Sabemos que onde está o amor impera, a luz é enorme e a felicidade reina, sei que está bem e feliz, está protegido, longe de qualquer maldade … triste estamos nós sem você!

Você deixou muitas pessoas que te amam, Deus precisou de você e ao lado dele ele só quer os anjos … mas confiamos e temos fé que tudo é regido por Deus, ou ele permite ou ele quer.

Feliz daquele que teve o privilégio de conviver com você!

Em meu nome e de minha família quero dizer que perdoamos a pessoa que nos tirou ele, como podemos querer as graças de Deus em nossas vidas se não perdoamos nosso próximo?

Hoje a justiça de Deus e dos homens foi consumada e agradecemos muito em nome de Jesus.

Saudades eternas da sua família e amigos

 

 

Autoria: Andréia Labres

RESPONDER COMENTÁRIO