Jovens atendidos pelo programa Terra Viva fazem exposição em Salinas

435
Jovens atendidos pelo programa Terra Viva fazem exposição em Salinópolis

Entre os vários móveis e objetos decorativos em exposição, o destaque ficou com as poltronas e cadeiras feitas a partir de pneus

Jovens atendidos pelo programa Terra Viva fazem exposição em SalinópolisPioneirismo, respeito, confiança e transformação. Essas talvez sejam algumas das palavras que mais definem a ação inédita e inovadora do Programa Terra Viva, desenvolvido por jovens que cumprem medida socioeducativa na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), realizada durante três dias (19, 20 e 21 de julho), na orla do Maçarico, em Salinópolis, nordeste paraense.

Devido à aceitação e ao reconhecimento do público, a partir de agora a iniciativa também fará parte do calendário de ações da instituição, que visa mostrar aos veranistas que nessa época frequentam os principais balneários da região, um pouco mais sobre a Fasepa, assim como divulgar os dois projetos de educação ambiental que integram o Terra Viva: o Pneus Móveis e os Móveis em paletes e arte décor.

“Eu não tenho palavras para dizer o que eu estou sentindo nesse momento. Somente agora entendo realmente o significado da palavra liberdade. Obrigado a todos que confiaram em mim e pelos conselhos que me deram”, disse o jovem Pedro (*nome fictício), que não conseguia disfarçar a felicidade em estar pela primeira em vez em Salinas. O rapaz ficou um ano e dez meses cumprindo medida socioeducativa e está há sete dias em Liberdade Assistida.

O que mais chamava a atenção e aguçava a curiosidade das pessoas ao conhecerem os projetos, era saber que quem produzia aquelas peças eram jovens que se encontram privados de liberdade ou egressos do sistema socioeducativo, e ver na prática que com um pouco de criatividade, iniciativa sustentável, oportunidade e o desejo de mudança e transformação do ser humano, é possível fazer a diferença por um mundo mais justo e melhor pra todos.

Para a presidente da Fasepa, Terezinha Cordeiro, esta ação é uma excelente oportunidade de mostrar ao público que vem a Salinas todo o potencial criativo e o talento que esses jovens possuem.“Essas ações são grandes possibilidades de nós estarmos reinventado um novo modelo de socioeducação para o Estado do Pará, sendo referência para as demais unidades da Federação”, declarou Terezinha.

Entre os vários móveis e objetos decorativos em exposição, destaque para as poltronas, cadeiras, mesas de centro, vasos e painéis; tudo dentro de um mix sortido e variado de produtos. Das 30 peças em exposição, 21 foram comercializadas. Os veranistas receberam informações sobre as ações da Fasepa através de materiais gráficos distribuídos aos visitantes. Folders e panfletos foram entregues para que as pessoas conheçam ainda mais alguns programas e projetos da instituição, os avanços na socioeducação, a medida socioeducativa, etc.

O coordenador do projeto Pneus Móveis, Antônio Silva, está animado e otimista com os números e os resultados alcançados ao longo de quase quatro anos e meio à frente do projeto. “Mais de quatrocentos jovens já passaram pelo projeto. Devido ao caráter diversificado da proposta, estamos presentes com esse trabalho em diversos encontros e feiras artesanais no Estado. Atualmente nós estamos com oito jovens, sendo que cinco são bolsistas. A expectativa é que até o final desse ano, nós possamos dobrar o número de jovens envolvidos no Terra Viva” frisa.

Frequentador assíduo do balneário, o dentista Mário Pantoja diz que essa iniciativa deveria ser desenvolvida não só durante o mês de férias, mas sim, em algo permanentemente exposto não somente naquele município, como também na capital. “Isso é um trabalho importantíssimo e que deveria ganhar mais espaço nos grandes veículos de comunicação. Essa ideia deveria ser adotada e repassada a outras pessoas para que desenvolvam uma maior consciência ambiental, voltada para a geração de emprego e renda”, frisou o veranista.

 

 

Texto:
Alberto Passos – Fasepa

RESPONDER COMENTÁRIO