Último final de semana de julho começa tranquilo nas praias de Salinas

931

A Praia do Atalaia, em Salinas é sempre um dos pontos mais procurados nas férias de julho

O último final de semana de julho começou tranquilo em um dos municípios mais visitados do Estado. Salinas, no nordeste paraense, registrou uma redução no número de veículos que se dirigiam para as praias neste final de semana. Na praia do Atalaia, dois pequenos acidentes envolvendo veículos aquáticos e outros com animais marinhos foram registrados pelos soldados do Corpo de Bombeiros. Na estrada o trânsito fluiu normalmente em direção às praias, informou a polícia rodoviária Federal e o Departamento de Trânsito do Estado (Detran), que participam da operação “Verão na Paz”, que envolve todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública do Estado.

Os dois pequenos acidentes envolvendo veículos aquáticos aconteceram na manhã e tarde desta sexta-feira, 27. Duas pessoas caíram do veículo conhecido como “banana bolt”. A turista goiana Vanessa Bentes, de 35 anos, e a estudante Fernanda Gomes, de 17, perderam o equilíbrio e caíram na água. Vanessa fraturou o braço e foi encaminhada pelos Bombeiros ao Hospital Regional. A estudante teve apenas pequenos arranhões, sendo atendida pelos socorristas do Corpo de Bombeiros.

Segundo a capitã Ciléia Mesquita, sub-comandante do Grupamento Especial dos Bombeiros, este tipo de acidente envolvendo os veículos aquáticos foram frequentes neste mês de julho nas praias de Salinas. Ela explica que apesar do final de semana ter iniciado mais tranquilo que o anterior, estes pequenos acidentes envolvendo veículos aquáticos continuam acontecendo na praia de Atalaia.

Para atender as ocorrências nas praias de Salinas, o Corpo de Bombeiros está presente com 22 resgatistas em duas motos e duas ambulâncias de resgate além de soldados salva vidas em seis postos nas praias do Atalaia, Maçarico e Farol Velho. A capitã, que é coordenadora do serviço de resgate nas praias, explica que além dos traumas, os resgatistas atendem também pessoas vítimas de mal súbito e outros tipos mais simples de ocorrências.

Fiscalização

O gerente de fiscalização do Detran, Victor Uchoa, comenta que os agentes do Detran presentes na praia – ao todo são 13 homens e sete viaturas – têm intensificado as fiscalização nos acessos às praias e nos utilizadores de equipamentos como a “banana bolt” e o quadriciclo, muito presente nas praias de Salinas. Segundo ele, as praias são definidas pelo Código de Trânsito Brasileiro como vias públicas e por isso os veículos que nela trafegam também têm que ser fiscalizados. “ O movimento está  sendo menor que a semana passada mas ainda é considerado alto, por isso estamos intensificando a fiscalização em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual  e Polícia Civil, para garantirmos a segurança nas praias”, comenta Victor.

Além da fiscalização nos veículos, o Detran também está intensificando a fiscalização do nível de consumo de álcool pelos motoristas que dirigem nas praias do município de Salinópolis. Desde o início do mês, cerca de 600 testes de alcolemia já foram realizados e 12 motoristas tiveram sua habilitações apreendidas e foram conduzidos a delegacia local para realização de procedimento policial.

Os testes começam a ser realizados por volta de 8h da manhã, quando os veículos começam a chegar nas praias. “O nosso trabalho também é de orientação para que os motoristas não consumam álcool quando forem dirigir”, explica Victor. “Esta orientação tem evitado muitos acidentes neste verão” conclui.

 

 

Texto:
Marcio Flexa – Secom
Fone:  / (91) 80301615
Email: marcioflexa@agenciapara.com.br

 

Secretaria de Estado de Comunicação
Rodovia Augusto Montenegro, km 09 – Coqueiro – Belém – PA CEP.: 66823-010
Fone: (91) 3202-0901
Site: www.agenciapara.com.br Email: gabinete@secom.pa.gov.br
COMPARTILHAR
Artigo anteriorUM FUTURO MELHOR PRA VOCÊ
Próximo artigoHoje é dia de rock na praia
Edinho Costa é o atual administrador do Portal do Sal. Fotógrafo e Designer, é responsável pela parte administrativa e comercial do site.

RESPONDER COMENTÁRIO