Prefeitos de 75 municípios tentarão a reeleição

419

Nas eleições municipais deste ano, 75 dos 143 prefeitos paraenses estarão concorrendo à reeleição. Estão aptos a uma nova candidatura 89 gestores municipais, mas quatro não querem uma nova disputa e três estão indecisos. Outros sete prefeitos não responderam à pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), divulgada ontem no site da entidade. Ao todo, 52,4% dos gestores municipais do Pará querem tentar um novo mandato. Em todo o país, dos 5.563 municípios, em 3.302 (59,35%) os atuais prefeitos podem concorrer a um novo mandato.

Os gestores desistentes são encontrados em maior proporcionalidade nos Estados do Amapá e no Rio de Janeiro, ambos com registro de 14,3% de renunciantes. A média de desistência do Pará é a menor do Brasil, com apenas 4,5% de recusa a uma reeleição.

Segundo a CNM, as últimas eleições municipais, a partir do ano de 2000, têm se caracterizado pelo número crescente de prefeitos que buscam um segundo mandato. Quando somadas as médias dos anos 2000, 2004 e 2008, 60% dos prefeitos que poderiam se recandidatar tentaram um novo mandato e o mesmo percentual – 60% – saiu vitorioso.

A quantidade de prefeitos em todo o Brasil que se candidataram a reeleição foram: em 2000, 62%; em 2004, 63,3%; e em 2008, 76,9%. Ou seja, em todos esses anos mais da metade dos prefeitos que podem se candidatar acabam optando por isso.

PARTIDOS
Segundo o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, a análise por estado indica que a proporção nacional se repete na maioria das Unidades da Federação. “A média dos atuais prefeitos que pretende concorrer fica em torno de 70%”, destaca Ziulkoski.

O Estado com o maior número proporcional é o de Rondônia. Dos 36 prefeitos, 32 já decidiram concorrer e somente dois indicaram que não participarão do pleito. No Amapá, dos sete municípios onde pode haver reeleição, seis já decidiram concorrer e somente um disse não.

Entre os Estados do Sul, o Paraná é o que tem o maior percentual de candidatos à reeleição. De um total de 399 municípios, 219 prefeitos poderiam concorrer. Deste total, 166 (75,8%) já manifestaram que são candidatos. Em Santa Catarina, dos atuais prefeitos dos 293 municípios, 198 têm direito a reeleição. Na pesquisa da CNM, 137 (69,19%) já confirmaram disposição de concorrer. No Rio Grande do Sul, 303 dos atuais prefeitos dos 496 municípios gaúchos podem concorrer. Até agora 182 (60%) confirmaram que são candidatos.

Minas Gerais é o Estado brasileiro que tem o maior número de municípios, ao todo 853. Pelo menos 457 dos atuais prefeitos podem concorrer a novo mandato. Porém, ouvidos pela CNM, 319 (69,8%) confirmaram que concorrerão; 53 (11,6%) já disseram não e 81 (17,73%) estão indecisos.

Outro Estado que chama a atenção é o Maranhão, que possui 217 municípios. Deste total, pode haver reeleição em 131. Até o momento 103 (78,6%) já decidiram concorrer, 12 disseram que não e nove ainda estão indecisos.

A pesquisa da CNM também distribuiu as intenções de candidaturas por partido político. O PMDB, que elegeu 1199 prefeitos em 2008, tem atualmente 1181. Destes, 660 podem concorrer e 461 (68%) já decidiram candidatar-se a novo mandato.

O PSDB, que elegeu 789 prefeitos naquele ano tem atualmente 736 gestores. Destes, 391 podem concorrer e 288 (73%) já confirmaram sua intenção.

O PT elegeu, em 2008, 553 prefeitos e hoje conta com 564. No total, 374 podem concorrer e até o momento 275 (77%) já anteciparam que pretendem concorrer.

(Diáriod o Pará)

RESPONDER COMENTÁRIO