Tiririca: ‘Como não prometi nada na campanha, o que eu fizer é lucro’

397

BRASÍLIA – Com o slogan “Você sabe o que faz um deputado federal? Eu também não sei, vote em mim que eu te conto”, Tiririca (PR-SP) foi o campeão de votos nas eleições do ano passado e recebeu nas urnas a confiança de mais de um 1 milhão de eleitores . Sete meses após a posse, o humorista aceitou o convite da reportagem do GLOBO para falar sobre o seu dia a dia na Câmara dos Deputados, onde recebe em seu gabinete a visita de fãs e curiosos, além de eleitores.

PRESENÇARomário e Tiririca não têm faltas em sessões deliberativas da Câmara

O humorista responde logo de cara que sabe hoje o que faz um deputado:

– É uma pessoa que trabalha muito e produz pouco – resume.

E tem decorado na ponta da língua que um parlamentar não pode nunca “contratar parentes”. Tiririca reconhece que sua responsabilidade é grande, mas ressalta que não prometeu nada em sua campanha, cujo bordão era “pior que tá não fica”.

– Eu sou um cara muito pé no chão e muito ciente e sei que eu tenho essa responsabilidade, mas não prometi nada a ninguém. Fiz minha campanha toda sem prometer nada, então o que eu fizer é lucro – disse

Ele garante, porém, que se esforça para justificar a quantidade de votos que recebeu nas urnas.

– E eu estou procurando fazer coisas boas para não decepcionar os meus eleitores e nem o povo brasileiro. Eu participo de tudo que eu tenho que participar e que um deputado tem que fazer. Eu nunca faltei a nenhuma comissão, não tenho nenhuma falta – garantiu.

Nos corredores da Câmara, visitantes e colegas pedem para tirar fotos, pegar na mão, abraçar ou ouvir alguma de suas piadas. O que não faltam também são os pedidos de doações, parcerias em festas, entrevistas para trabalhos escolares e ajudas de todos os tipos.

Fotos de personagens decoram gabinete do parlamentar

O gabinete é decorado com fotos de personagens que o artista já interpretou e com os presentes que o deputado ganha de admiradores. De acordo com ele, a ideia foi da esposa. Ele confessa que no início dos trabalhos não sabia como agir e tinha receio de como seria recebido, mas destaca o carinho do povo como ponto positivo do aprendizado.

– O carinho do povo para com a gente, isso é fantástico! Nos três primeiros meses eu não sabia como chegar. Então eu fiquei muito travado. Eu disse: ‘caramba, eu vou chegar e sei lá como eu vou ser recebido’. Depois passou e agora é só correr para o abraço.

“Um deputado federal trabalha muito e produz pouco. São 513 deputados comigo, então, são muitas cabeças pensando diferente”

Tiririca acredita que tem boa atuação na Câmara. O deputado apresentou três projetos de lei até o mês de junho, antes do recesso parlamentar. Uma das propostas é a criação da Bolsa Alfabetização, no valor de R$ 545, para adultos maiores de 18 anos que estiverem matriculados na rede pública de ensino e que estejam em fase de alfabetização. O problema, segundo ele, é que tudo é muito demorado e a burocracia até o projeto ser aprovado é muito grande.

– Um deputado federal trabalha muito e produz pouco. São 513 deputados comigo, então, são muitas cabeças pensando diferente – comentou.

O deputado destacou ainda a consideração por parte dos colegas, que em respeito a ele passaram a não usar o nome “palhaço” de forma pejorativa.

RESPONDER COMENTÁRIO